1044

13 Set 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Aposta no ensino profissional aumenta oferta educativa
Sucesso educativo deve ser prioridade para o futuro do país
AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

14.09.2018

FOTOGRAFIA

dr

Sucesso educativo deve ser prioridade para o futuro do país

O Governo pretende continuar a valorizar a importância do ensino profissional, garantiu o primeiro-ministro, esta manhã em Coruche, anunciando que vão ser abertas este ano “100 novas salas”.

 

O primeiro-ministro presidiu esta manhã à cerimónia de inauguração do Núcleo Escolar de Branca, no concelho de Coruche, distrito de Santarém, um equipamento voltado para a formação do ensino profissional, área onde o Governo gostaria de ver “metade dos jovens” que frequentem o ensino secundário, como reafirmou António Costa.

Depois de anunciar que ainda este ano letivo vão abrir em todo o país 100 novas salas destinadas a receber mais alunos do ensino profissional e de defender que estes novos espaços educativos vão ajudar a que mais alunos possam frequentar este ensino, o primeiro-ministro não deixou, contudo, de referir ser “essencial” que todos, “independentemente do seu gosto ou das suas aptidões”, sintam a escola como o espaço privilegiado para a sua realização.

Para António Costa, o sucesso educativo, seja no ensino profissional, no ensino artístico integrado ou em qualquer outro ramo, assume um caráter de importância decisiva para o futuro do país e da sua economia, lembrando o primeiro-ministro que, para se garantir o êxito educativo em Portugal, é necessário que a escola seja “cada vez mais inclusiva”, desde o pré-escolar.

O chefe do Governo lembrou ainda as crianças que têm necessidades educativas especiais e que pelas suas particulares idiossincrasias necessitam de uma atenção maior e de um empenho redobrado por parte da escola de modo a proporcionar-lhes uma melhor e mais adequada preparação, permitindo-lhes assim que de futuro possam como qualquer outro cidadão participar de forma ativa na sociedade.

AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

14.09.2018

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019