1044

13 Set 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Compromisso com um objetivo estratégico para o país
Governo quer recuperar capital maioritário na TAP
AUTOR

J. C. Castelo Branco

DATA

09.12.2015

FOTOGRAFIA

Jorge Ferreira

Governo quer recuperar capital maioritário na TAP

No âmbito do cumprimento do programa do XXI Governo Constitucional, o Executivo socialista já iniciou o processo negocial com os novos acionistas da TAP, que detêm 61% do capital, com o objetivo de o Estado ser o acionista maioritário desta empresa estratégica para o país.

 

“Já começámos o processo negocial, que necessariamente envolve os acionistas”, afirmou o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, à margem do IX Congresso Nacional da Contratação Pública Eletrónica que decorre hoje no ISCTE-IUL, em Lisboa. Pedro Marques acrescentou que o processo está em desenvolvimento, não querendo, nesta fase, adiantar detalhes sobre o mesmo.

Questionado sobre a reversão da privatização da TAP, Pedro Marques adiantou que o processo de negociação com os acionistas da Atlantic Gateway, David Neeleman e Humberto Pedrosa, já arrancou, esperando que se concretize com “a rapidez possível para a TAP ter estabilidade e continuar a crescer”.

“Mantemo-nos firmes e determinados em recuperar a maioria do capital para o Estado”, disse o ministro do Planeamento e Infraestruturas, que na nova orgânica do Governo tem a tutela da TAP.

O ministro do Planeamento reafirmou que “a TAP é uma empresa estratégica para Portugal, no desenvolvimento económico do país e na relação com os países da lusofonia e, portanto, esse propósito de reverter o processo”.

Recorde-se que o PS assumiu o compromisso de que iria desenvolver todas as diligências para reverter o processo de privatização da TAP, de forma a que o Estado ficasse com a maioria do capital de uma empresa que é estratégia para o desenvolvimento do país e para a afirmação de Portugal no mundo. Está assim dado o primeiro passo.

 

AUTOR

J. C. Castelo Branco

DATA

09.12.2015

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019