1034

31 Jul 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

REABILITAÇÃO URBANA
71 projetos apoiados com 265ME
AUTOR

João Quintas

DATA

23.01.2019

FOTOGRAFIA

dr

71 projetos apoiados com 265ME

O Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas (IFRRU 2020) celebrou 71 contratos, em 2018, no valor de 265 milhões de euros.

 

O Ministério do Ambiente revelou que, em 2018, foram celebrados 71 contratos em 27 concelhos do país, no âmbito Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas (IFRRU 2020), que se traduziram no financiamento de 265 milhões de euros.

“Os projetos localizam-se em Áreas de Reabilitação Urbana, garantindo-se, assim, o seu alinhamento com a política urbana local”, refere o gabinete do ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Matos Fernandes.

De acordo com o mesmo ministério, estima-se que estes investimentos do IFRRU 2020 “criem cerca de 1.460 postos de trabalho e fixem cerca de 500 novos residentes” nos 27 municípios envolvidos até ao momento, designadamente: Abrantes, Águeda, Aveiro, Barreiro, Braga, Cascais, Coimbra, Covilhã, Elvas, Faro, Funchal, Lisboa, Lousã, Mafra, Mangualde, Matosinhos, Mirandela, Moita, Odemira, Porto, Santarém, Santo Tirso, Silves, Sintra, Trofa, Vila Franca de Xira e Vila Nova de Gaia.

O financiamento dos 71 contratos assinados irá resultar na reabilitação de 26 edifícios destinados a uso habitacional, 38 vocacionados para atividades económicas, cinco equipamentos de utilização coletiva e dois relacionados com a área social.

O gabinete de João Matos Fernandes informa, ainda, que “a maioria dos projetos (55) é promovida por empresas e os restantes por particulares, Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e câmaras municipais”.

As intervenções de reabilitação e revitalização urbanas devem, também, resultar na redução do consumo energético equivalente a um grande hospital público, estima o ministério do Ambiente e da Transição Energética.

Recorde-se que o IFRRU 2020 é um instrumento financeiro criado pelo Ministério do Ambiente da Transição Energética, no âmbito do Portugal 2020, que pretende contribuir para a revitalização das cidades e para a reabilitação integral de edifícios, ao qual está associado uma forte aposta na eficiência energética, através da cedência de empréstimos com condições mais favoráveis face ao mercado, nomeadamente em termos de taxas de juro, maturidades e períodos de carência.

O IFRRU 2020, com uma dotação de 1.400 milhões de euros, “é o maior programa de incentivo à reabilitação urbana lançado em Portugal”, através do qual são disponibilizadas “as melhores condições para investimento em reabilitação do edificado urbano”, avança o ministério de João Pedro Matos Fernandes.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019