1006

19 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Investimento no país
Aposta no emprego qualificado mostra resultados
AUTOR

João Quintas

DATA

11.09.2018

FOTOGRAFIA

DR

Aposta no emprego qualificado mostra resultados

As declarações do Primeiro-ministro foram proferidas à margem da inauguração das novas instalações da unidade de ensaios clínicos da empresa farmacêutica Janssen, uma empresa do grupo Johnson & Johnson, em Oeiras.

 

As novas instalações, que resultam de um investimento de 5,5 milhões de euros, permitem que a empresa, que está presente em Portugal desde a década de 60, mas apenas como distribuidora, alargue agora a sua atividade para o domínio da investigação, o que revela a confiança do grupo em Portugal.

O primeiro-ministro congratulou-se pelo facto de que “mais de 90% do pessoal já tem formação superior, o que significa que há espaço em Portugal para o emprego qualificado”, referindo-se aos quadros da empresa.

A propósito de ensino superior, António Costa sublinhou que esta semana “cerca de 44 mil jovens estão a concretizar o sonho de entrar no ensino superior”, abrindo assim novos horizontes.

 

Valorizar a geração pós 2000

“Esta é a primeira geração nascida após 2000 e 52% destas crianças nascidas nesse ano estão agora a entrar para o ensino superior - algo que era inimaginável quando eu próprio tive o privilégio de entrar na universidade”, referiu António Costa.

“Atrair novas empresas ou pôr as empresas já instaladas em Portugal a criar mais empregos qualificados para essa geração que nasceu em 2000” é o objetivo mais importante do país, segundo o líder do Governo.

O Primeiro-ministro afirmou também que “é essencial que não hesitemos em relação ao prioritário: investir na educação, na ciência, na inovação e na capacidade de atrair empresas, gerando produtos e serviços com maior valor acrescentado”.

“Se, por impaciência, voltarmos a hesitar, achando que mais vale metermo-nos por um atalho para sermos uma economia que compete através de salários baixos, então, cairemos naquele ditado popular, segundo o qual quem se mete em atalhos, mete-se em trabalhos”, advertiu.

“O caminho não está para atalhos. Está para prosseguirmos com solidez, determinação e persistência o caminho da aposta no emprego qualificado”, afirmou António Costa.

AUTOR

João Quintas

DATA

11.09.2018

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019