1003

14 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Açores
Lajes passa a aeroporto internacional
AUTOR

João Quintas

DATA

24.07.2018

FOTOGRAFIA

DR

Lajes passa a aeroporto internacional

A base das Lajes, na ilha Terceira, Açores, obteve ontem a certificação para utilização permanente pela aviação civil, passando a designar-se como aeroporto internacional.

 

"Este aeroporto - que agora sim passa a ser considerado como aeroporto e não aeródromo - passa a deter as mesmas condições dos demais aeroportos civis, cumprindo com todas as regras e normas regulamentares da aviação civil”, afirmou o presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro.

Numa cerimónia realizada no, agora, aeroporto internacional das Lajes, onde estiveram também presentes os ministros da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, e do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, o presidente do Governo açoriano salientou que a certificação permitirá maior flexibilidade na operação civil e aumentará a atratividade do aeroporto.

Relativamente às vantagens decorrentes da certificação, Vasco Cordeiro salientou que passará a haver uma "maior autonomia na gestão do tráfego aéreo, pois, de um modo geral, passa para a Aerogare Civil das Lajes, em coordenação com o comando da base, a responsabilidade direta e imediata das autorizações de voos civis para as Lajes”, deste modo, deixa “de haver necessidade de, para essas autorizações, recorrer, com 72 horas de antecedência, à Autoridade Nacional da Aviação Civil e ao Estado Maior da Força Aérea", esclareceu.

O ministro Azeredo Lopes afirmou que “temos fronteiras muito mais claras entre o que é autoridade civil e o que é autoridade militar. Tratando-se muito embora de um novo aeroporto internacional, continua a ser uma base militar com muita importância para Portugal, até pela relação transatlântica que tem com os Estados Unidos", declarou à margem da cerimónia de atribuição da certificação, a qual, acrescentou "clarifica de uma vez por todas competências, atribuições, responsabilidades e procedimentos".

A certificação obtida é o culminar do processo iniciado a 27 de julho de 2016, com a assinatura do protocolo entre o Governo da República e o Governo Regional dos Açores, o qual previa um prazo de dois anos para a sua conclusão.

A este propósito, Azeredo Lopes salientou que, não obstante a "enorme complexidade técnica que envolve um processo desta natureza" o prazo foi cumprido, referindo "que o curto espaço de tempo que levámos a alcançar os nossos objetivos não nos distraia do fundamental. Estamos perante o culminar de processo muito complexo, que implicou um grande esforço ao nível da gestão de recursos materiais e humanos, que foi muito exigente", sublinhou.

Por seu lado, Pedro Marques destacou o fator de atratividade do novo aeroporto internacional em virtude da sua localização no meio do Atlântico e das condições físicas da infraestrutura.

"Este aeroporto fica num patamar mesmo acima dos outros aeroportos nacionais, permitindo a aterragem sem autorizações especiais de aeronaves de grande dimensão que não podem aterrar sem essa autorização especial em qualquer dos outros aeroportos nacionais", declarou o ministro do Planeamento e das Infraestruturas.

 

Novo terminal de carga

“Esperamos dentro de dias cumprir a adjudicação da obra do terminal de carga aqui do aeroporto das Lajes", anunciou Vasco Cordeiro.

"Após as formalidades de cedência e de aquisição pela região do espaço onde será instalado, está dentro de dias em condições de ser adjudicada a obra, na sequência do concurso público que atempadamente já lançámos", informou o presidente do Governo açoriano.

A infraestrutura há vários anos reclamada pelo tecido empresarial assume uma "importância fundamental para o desenvolvimento económico" da ilha Terceira e dos Açores, considerou Vasco Cordeiro.

 

 

 

 

 

 

AUTOR

João Quintas

DATA

24.07.2018

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019