1005

18 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

EDUCAÇÃO
GOVERNO REPÕE A VERDADE
AUTOR

João Quintas

DATA

19.06.2018

FOTOGRAFIA

jorge ferreira

GOVERNO REPÕE A VERDADE

O Ministério da Educação rejeita as acusações do PSD, que “não correspondem à realidade”, e reafirma a sua “boa-fé” nas negociações com as organizações sindicais. Esta reação surge em resposta às declarações do líder parlamentar do PSD, que acusou o Governo de ter enganado os professores.

 

O Governo, através de uma nota do Ministério da Educação, distribuída à comunicação social, recusa “liminarmente” as declarações proferidas por Fernando Negrão, na abertura das jornadas parlamentares, segundo o qual o Governo enganou os professores, assegurando-lhes uma contagem integral do tempo, declarações que o Ministério da Educação diz repudiar claramente, considerando que “não correspondem à realidade”.

O Ministério de Tiago Brandão Rodrigues afirma que “o compromisso do Governo é exatamente o que consta do documento assinado entre as partes a 18 de novembro de 2017”, recomendando ao PSD que não invente e que recorra antes à leitura mais atenta do referido documento.

Segundo a nota do Ministério da Educação, o “sentido do acordo” está expresso claramente no texto assinado e determina que ambas as partes aceitam “mitigar o impacto do congelamento” através da definição de uma base negocial, acrescentando que a negociação comporta três variáveis: o tempo, o modo concreto de recuperação e o calendário.

A mesma nota salienta que o Governo “negociou de boa-fé” com as organizações sindicais, tendo apresentado atempadamente uma proposta que, apesar de “não ter merecido o acordo das organizações sindicais”, estas também “não apresentaram nova proposta”, conclui.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019