1044

13 Set 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Cidadania
Contrariar tolerância do assédio nas festas académicas
AUTOR

Mary Rodrigues

DATA

19.06.2018

FOTOGRAFIA

dr

Contrariar tolerância do assédio nas festas académicas

O Governo socialista está determinado em contrariar a “grande normalização e tolerância do assédio” contra as estudantes e demais raparigas que participam nas festas académicas, garantiu a secretária do Estado para a Cidadania e a Igualdade, em Coimbra.

 

Ao intervir no encerramento da apresentação pública do projeto “Noite saudável das cidades do centro de Portugal”, Rosa Monteiro avisou não ser aceitável “esta banalização da violência contra as raparigas”.

E defendeu que as associações de estudantes têm de ser envolvidas na prevenção deste tipo de comportamentos.

A governante sublinhou a importância de “perceber como estas situações devem ser evitadas”.

Para isso, promoveu recentemente uma reunião com dirigentes das associações académicas de Portugal no sentido de criar condições para “uma reflexão conjunta”, tendo ficado claro a existência de uma normalização e tolerância do assédio.

Durante a sessão, a secretária de Estado elencou também outras preocupações relativas aos índices da sinistralidade rodoviária entre jovens, sobretudo do sexo masculino, frequentemente associada às vivências da noite, incluindo consumo de álcool e drogas, vincando a necessidade de “passar à ação de forma urgente e articulada”.

Refira-se que o projeto “Noite Saudável das Cidades do Centro de Portugal” é financiado pela União Europeia, através do programa operacional Centro 2020, envolvendo 21 municípios e outras entidades da região.

AUTOR

Mary Rodrigues

DATA

19.06.2018

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019