1034

31 Jul 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Ivan Gonçalves
“É um dever moral legislar sobre as desigualdades salariais”
AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

28.05.2018

FOTOGRAFIA

jorge ferreira

“É um dever moral legislar sobre as desigualdades salariais”

O líder da JS foi ao 22º Congresso do PS falar sobre a crescente desproporção dos salários dos gestores e dos trabalhadores, precariedade, ensino e ciência, tendo ainda abordado o tema das “liberdades individuais” como a legalização da prostituição.

 

Quanto ao que considerou serem as “crescentes desproporções” salariais, o líder da Juventude Socialista (JS), Ivan Gonçalves, defendeu que “é um dever moral” que esta matéria seja o “quanto antes” objeto de uma legislação que permita acabar com o enorme fosso que existe em Portugal em matéria salarial, medida que deve ser acompanhada, como sustentou, de uma luta contra a “precariedade laboral da nossa geração”, garantindo assim que os jovens “não tenham de sair do país”

Ensino superior e ciência foi outro dos temas que o líder da JS levou à reunião magna das socialistas, áreas em que em sua opinião “o Governo ainda tem muito que trabalhar”, sustentando que “já vai sendo tempo” de as propinas serem reduzidas, considerando não ser admissível que, num país com um défice de qualificações ainda muito significativo e que “quer apostar no conhecimento”, continue a ter um nível de propinas “dos mais elevados da Europa”.

Ivan Gonçalves abordou ainda o que considera ser a necessária regulamentação da prostituição, considerando esta é uma causa “estruturante que tem ficado para trás”, lembrando que o PS não tem ainda “nenhuma posição oficial sobre a matéria”, a JS já a defende “há mais de dez anos”.

AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

28.05.2018

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019