1003

14 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Economia
Descida dos preços do gás reforça poder de compra das famílias
AUTOR

Partido Socialista

DATA

03.04.2018

FOTOGRAFIA

dr

Descida dos preços do gás reforça poder de compra das famílias

O Governo acolheu com satisfação a proposta de descida dos preços do gás, indicada pelo regulador, considerando que o resultado das políticas energéticas colocadas em prática pelo Executivo vem confirmar o reforço do poder de compra das famílias e da competitividade das empresas portuguesas.


“É mais um contributo para o reforço do poder de compra das famílias e da competitividade das empresas e resulta do rigor das políticas de energia baseadas na redução dos custos e no facto de os consumidores - famílias e empresas - estarem no centro dessas políticas”, refere o Ministério da Economia.
O gabinete de Manuel Caldeira Cabral salienta que a descida média de 0,2% para as famílias que se mantêm no mercado regulado é uma “poupança reforçada, em termos reais, pelo efeito da inflação”, vincando ainda que este é o “terceiro ano consecutivo em que os preços do gás natural descem para os consumidores domésticos”.
No que respeita à indústria, o Governo classifica os valores de redução também como “assinaláveis”, destacando em especial a redução dos preços para os consumidores em média pressão.
Segundo a proposta apresentada pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), as tarifas transitórias de gás natural, aplicadas aos consumidores que se mantêm no mercado regulado, deverão descer em média 0,2% para consumos iguais ou inferiores a 10.000 metros cúbicos (consumidores domésticos e serviços); 4,2% para consumos acima de 10.000 metros cúbicos (pequena indústria) e 5,2% para consumidores de média pressão (indústria).
O Executivo considera também “igualmente significativa a diminuição generalizada, a partir de 1 de julho, das tarifas de acesso às redes, com destaque para as tarifas em alta pressão, -49,7%”.
“Desde que este Governo iniciou funções há uma tendência de descida dos preços da energia que é extensível à eletricidade e que resulta do conjunto de medidas adotadas para travar os custos em duas áreas consideradas estratégicas para a economia nacional”, refere a nota do Ministério da Economia.
O Governo recorda ainda as medidas já tomadas de apoio aos clientes mais carenciados, como a manutenção do desconto de -31,2% da tarifa social do gás, abrangendo cerca de 35 mil clientes, e o desconto de 33,8% na tarifa da eletricidade, que abrange mais de 800 mil consumidores.

AUTOR

Partido Socialista

DATA

03.04.2018

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019