1003

14 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

AS Digital
Terceiro aniversário de um jornal “único e livre”
AUTOR

Partido Socialista

DATA

12.03.2018

FOTOGRAFIA

dr

Terceiro aniversário de um jornal “único e livre”

O Acção Socialista Digital diário assinalou o seu terceiro aniversário com uma participada sessão comemorativa, na passada sexta-feira, na sede nacional do Largo do Rato, em Lisboa, a que se associou o Secretário-geral do PS, António Costa.

 

Na abertura da sessão, perante uma plateia que reuniu muitos dirigentes, governantes, convidados e colaboradores do projeto, a diretora do Acção Socialista, Edite Estrela, afirmou a ambição de fazer “mais e melhor”, “ousando, inovando e arriscando”, congratulando-se com o caminho percorrido por um projeto “único”.

“Somos o único jornal digital partidário digital diário. Há jornais partidários, mas não são digitais nem diários. Há jornais digitais diários, mas não são partidários, embora o possam parecer”, disse, numa nota de bom humor.

Recordando os milhares de notícias publicadas nas 718 edições diárias já realizadas, com o mesmo número de artigos de opinião de 127 diferentes articulistas, Edite Estrela salientou que o AS Digital foi capaz de conquistar leitoras e leitores, afirmando-se como “livre” e aberto “ao debate plural e à controvérsia”.

“O Acção Socialista Digital é único e livre. Tão livre que há quem estranhe tanta liberdade e autonomia”, referiu. “São três anos de que nos orgulhamos”.

Entre os projetos para futuro, Edite Estrela salientou algumas alterações que estão a ser concretizadas para melhorar a acessibilidade e partilha dos conteúdos, facilitando também o acesso ao arquivo, onde os leitores podem encontrar importantes documentos estratégicos do PS e do Governo.

A sessão deu depois lugar a uma entrevista ao Secretário-geral do PS, António Costa, conduzida pela jornalista convidada Maria Elisa, que abordou, à sua escolha, os mais variados temas de atualidade, entre os quais a igualdade de género em cargos públicos, a situação do mercado de trabalho, a educação e as qualificações, a justiça, a saúde, a interioridade e a descentralização territorial, e que será publicada nas próximas edições do AS Digital.

Um desafio, em direto, à altura do legado que o AS Digital tem procurado afirmar. “Inovar e correr riscos. É essa a matriz e a ambição do nosso jornal”, sintetizou Edite Estrela.

 

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019