1005

18 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

União Europeia
Portugal no top de execução do Plano de Desenvolvimento Rural
AUTOR

Mary Rodrigues

DATA

02.03.2018

FOTOGRAFIA

DR

Portugal no top de execução do Plano de Desenvolvimento Rural

Portugal é um dos três estados-membros da União Europeia que, em três anos apenas, conseguiu executar quase metade do Plano de Desenvolvimento Rural (PDR), anunciou, com evidente satisfação, o ministro da Agricultura.

 

Luís Capoulas Santos referiu que o nosso país atingiu já uma taxa de 41% de execução do PDR, que decorre no âmbito do Portugal 2020, com pagamentos a mais de 16 mil projetos, num investimento de 1 800 milhões de euros.

Segundo confirmou o titular da pasta Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, "em três anos de execução do programa, Portugal é o terceiro Estado-membro da União Europeia com melhores resultados na aplicação do Plano de Desenvolvimento Rural".

"Ao mesmo tempo, batemos o record de propostas, pois neste período recebemos 48 243 candidaturas, quando o anterior programa, o PRODER, teve 41 500 candidaturas em sete anos", destacou Capoulas Santos, lembrando que o PDR tem uma dotação global de 4 mil milhões de euros para apoiar os agricultores até 2020.

Das candidaturas recebidas, já foram estabelecidos contratos para pagamento a 16 092 delas, num total de 1 800 milhões de euros, indicou ainda o governante, sublinhando de seguida que "o PDR é o mais importante programa de apoio ao investimento agrícola em Portugal" e que "em termos de execução, só temos à nossa frente a Irlanda e a Finlândia".

Refira-se ainda que, até ao final do ano, deverão ser apresentadas novas candidaturas de agricultores para receberem apoio para projetos de investimento, num total de 250 mil euros.

O ministro da Agricultura estimou que, nesses concursos, sejam investidos 110 milhões de euros em apoios a projetos agrícolas, 90 milhões em medidas florestais e 50 milhões em projetos de regadio.

Outros programas de apoio deverão complementar os investimentos em projetos de regadio, indicou a terminar.

 

 

 

 

AUTOR

Mary Rodrigues

DATA

02.03.2018

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019