1003

14 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Carlos Zorrinho
UE deve assumir liderança nas energias limpas

UE deve assumir liderança nas energias limpas

“No mundo global em que hoje vivemos, uma potência económica como a União Europeia tem que estar na fronteira tecnológica em todos os setores e nalguns deles tem que assumir de forma consistente a liderança”, defendeu o eurodeputado socialista Carlos Zorrinho, ao intervir no debate do Parlamento Europeu relativo à aceleração da inovação no domínio das energias limpas.

 

No hemiciclo de Estrasburgo, o deputado do PS considerou que “face à dependência de abastecimento externo nos combustíveis fósseis e aos compromissos de descarbonização, a transição energética tem que ser um dos setores em que essa liderança se tem que afirmar e para ela têm que ser canalizados recursos, talentos e determinação política”.

A transição energética e a inovação limpa constituem, no entender de Carlos Zorrinho, “um novo patamar de resposta na organização da sociedade, que convoca todos os saberes primordiais como a matemática, a física, a química e a biologia e as ciências sociais, mas integra também os desenvolvimentos em termos de produção, transmissão, armazenamento e uso de em energia e de produção, transmissão, armazenamento e uso da informação”.

Por outro lado, sublinhou, a transição energética também “promove a sinergia necessária entre a digitalização e a descarbonização, gerando a oportunidade de fazer emergir uma sociedade mais saudável, mais justa e mais desenvolvida”.

“A União Europeia partiu à frente mas tem estado a perder vantagem na transição energética. Na mobilidade limpa já foi mesmo ultrapassada por outras potências industriais”, advertiu o deputado socialista, para quem o debate travado no Parlamento Europeu, deve servir como “mobilizador para um novo impulso de ambição ao serviço dos cidadãos europeus desta e das futuras gerações”.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019