1034

31 Jul 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Parlamento
PS quer taxas discriminadas nas faturas de combustível
AUTOR

Partido Socialista

DATA

06.02.2018

FOTOGRAFIA

dr

PS quer taxas discriminadas nas faturas de combustível

As faturas de gasóleo e de gasolina terão que passar a discriminar os impostos e taxas, bem como a quantidade e preço da incorporação de biocombustíveis, de acordo com o Projeto de Lei apresentado pelo Grupo Parlamentar do PS sobre a matéria.

 

Segundo a proposta socialista, que vai ser discutida quinta-feira no Parlamento, “as faturas do GPL e dos combustíveis derivados do petróleo a apresentar pelos comercializadores dos postos de abastecimento aos consumidores devem conter os elementos necessários a uma completa e acessível compreensão dos valores totais e desagregados faturados”.

Em causa, está a discriminação das taxas e impostos cobrados bem como a quantidade e preço da incorporação de biocombustíveis, adiantou o deputado Hugo Costa. “Alguns dos elementos que passam a ser obrigatórios já constam da fatura de alguns comercializadores, mas há informações novas como as relativas ao Operador Logístico de Mudança de Comercializador Poupa Energia”, refere o parlamentar socialista.

A fatura de eletricidade, por exemplo, deverá incluir a potência contratada, com o respetivo preço, as datas e meios disponíveis para a comunicação de leituras, os consumos reais e estimados, as tarifas de energia, de acesso às redes (total e desagregada) e de comercialização, as taxas e impostos discriminados, as condições, prazos e meios de pagamento e ainda as consequências pelo não pagamento.

O diploma prevê ainda um regime sancionatório, com coimas que oscilam entre 1.000 e 50.000 euros, consoante for considerada uma contraordenação leve, grave ou muito grave.

Segundo a proposta socialista, o produto das coimas será consignado à sustentabilidade do setor energético, designadamente para a redução da dívida tarifária.

AUTOR

Partido Socialista

DATA

06.02.2018

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019