1047

18 Set 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Edmundo Pedro
Última homenagem ao “lutador pela liberdade”

Última homenagem ao “lutador pela liberdade”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o primeiro-ministro, António Costa, e o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, foram algumas das muitas personalidades que ontem prestaram a última homenagem a Edmundo Pedro, histórico socialista e “grande lutador pela liberdade”, falecido no sábado, aos 99 anos.

 

O anfiteatro da Junta de Freguesia de Alvalade, em Lisboa, que tem o nome de Edmundo Pedro, foi o local de uma breve mas sentida derradeira homenagem à memória do antigo resistente antifascista e combatente pela liberdade, juntando também o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, a Secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, os governantes Eduardo Cabrita, Ana Paula Vitorino e Marcos Perestrello, os deputados e dirigentes socialistas Edite Estrela e Jorge Lacão, o fundador do PS António Campos e muitas outras figuras, como o antigo primeiro-ministro José Sócrates, o antigo ministro João Cravinho ou o presidente do Conselho Económico Social, António Correia de Campos.

O líder do Governo e Secretário-geral do PS, António Costa, evocou Edmundo Pedro como tendo feito parte de uma geração que “dedicou toda a sua vida à luta pela liberdade, antes e depois do 25 de Abril de 1974”, destacando-lhe também a enorme “retidão cívica”, mesmo quando, depois do 25 de Abril, foi alvo de “ignóbeis acusações”.

“Foi o mais jovem preso do Campo do Tarrafal, em Cabo Verde, e não sei mesmo se houve alguma tentativa de derrube do anterior regime em que ele não estivesse envolvido”, observou ainda o líder socialista.

Após a sessão de homenagem, a urna de Edmundo Pedro, coberta com a bandeira nacional, saiu sob uma salva de palmas rumo ao Cemitério do Alto de São João, onde também se encontravam Isabel Soares, filha de Mário Soares, e o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos.

 

Parlamento presta homenagem na sexta-feira

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, teve também oportunidade de revelar que o Parlamento vai prestar homenagem a Edmundo Pedro, na sexta-feira.

“Convém não esquecer que Edmundo Pedro foi um grande deputado Constituinte. Portanto, além da arma propriamente dita na mão, teve também a arma da palavra”, referiu, frisando ainda a circunstância de Edmundo Pedro ter sido deputado eleito em três legislaturas.

“Certamente, na sexta-feira, a Assembleia da República fará a homenagem que se justifica”, declarou.

Ferro Rodrigues evocou igualmente o longo percurso político de Edmundo Pedro, que esteve várias vezes preso, incluindo no Tarrafal, em Cabo Verde, a partir de 1936.

“Quem esteve durante toda a sua vida, até aos 99 anos, em combate pela liberdade, pela democracia e pelos seus ideais é alguém que faz muita falta ao país e à democracia”, sustentou o presidente da Assembleia da República.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019