1003

14 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

OE2018 na especialidade
“É com os professores que o país pode ter a educação que os portugueses precisam”
AUTOR

Partido Socialista

DATA

15.11.2017

FOTOGRAFIA

jorge ferreira

“É com os professores que o país pode ter a educação que os portugueses precisam”

O coordenador do Grupo Parlamentar do PS na comissão de Educação, Porfírio Silva, salientou esta manhã, no Parlamento, durante a discussão na especialidade do OE para 2018, o papel dos professores e o trabalho que o Governo e o ministério da Educação têm desenvolvido para melhorar as condições da profissão docente.

 

“Nada do que tem de ser feito na escola pública pode ser feito sem os professores”, disse Porfírio Silva, lembrando o investimento que o atual Executivo socialista tem dedicado ao reforço da classe docente, com o fim do regime de requalificação para os professores, a regularização do reembolso da prova de avaliação de conhecimentos ou o fim da bolsa de contratação de escolas, entre outras medidas de política.

Assinalando que “nunca houve tantos professores na escola como agora”, o deputado socialista salientou que a profissão docente está prestes a conhecer mais um momento importante, com o descongelamento das carreiras, que já no próximo ano irá ter impacto na vida de muitos milhares de professores.

“É com os professores, com confiança e investimento na profissão docente, que pode o país ter a educação de que os portugueses precisam para o nosso futuro coletivo”, destacou.

Na sua intervenção, durante a audição aos membros do Governo que tutelam a área da Educação, Porfírio Silva sublinhou aquelas que têm sido as apostas centrais do Executivo socialista para o sector, nomeando a promoção do sucesso escolar, o investimento no desenvolvimento curricular, a recuperação da educação para adultos, a aposta na educação pré-escolar, a aposta na inclusão e no reforço da ação social escolar, ou a requalificação e modernização do edificado, corrigindo o desinvestimento patente nos anos da governação PSD/CDS.

Apostas que, no entender de Porfírio Silva, são para prosseguir e aprofundar, oferecendo mais um contributo para que a proposta orçamental para 2018 represente um orçamento do Estado “de progresso”, “devolução de confiança” e “desenvolvimento do país”.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019