1005

18 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Ambiente
Campanha apela ao uso cuidadoso e poupança da água
AUTOR

Partido Socialista

DATA

07.11.2017

FOTOGRAFIA

DR

Campanha apela ao uso cuidadoso e poupança da água

O Governo promove esta terça-feira, na imprensa generalista, uma campanha nacional de apelo ao uso cuidadoso e poupança da água, iniciativa dirigida à sensibilização dos portugueses que se reveste de especial importância numa altura em que o país se encontra em situação de seca severa ou extrema.

 

“Um minuto da sua atenção”, destaca o anúncio publicado, alertando que “uma torneira aberta durante um minuto pode gastar 12 litros de água”.

“Fechando a torneira um minuto, poupamos 12 litros de água. Se todos o fizermos, poupamos 120 milhões de litros por minuto”, informa a campanha, acrescentando que este é um valor “suficiente para garantir as necessidades básicas de um milhão de portugueses”.

A campanha é uma iniciativa conjunta do Governo, da Águas de Portugal, da Agência Portuguesa do Ambiente e da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos, surgindo numa altura em que o mês de outubro foi o mais seco dos últimos 20 anos em Portugal, com 30% da precipitação normal para a época, segundo os dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

No último dia do mês, todo o território de Portugal continental registava valores de seca severa (24,8%) ou extrema (75,2%).

Recorde-se que na passada semana, em conferência de imprensa conjunta, os ministros do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, e da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, apelaram ao “uso parcimonioso” da água pelos portugueses, recomendando também às autarquias que o uso da água para limpeza e rega fosse limitado a situações inadiáveis.

A primeira prioridade na poupança de água, adiantou então o ministro do Ambiente, é reservar o seu uso para o consumo humano, referindo que a rega de jardins, o enchimento de piscinas e o funcionamento de fontes ornamentais são necessidades secundárias.

 

AUTOR

Partido Socialista

DATA

07.11.2017

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019