1024

17 Jul 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Carlos César
Resultados das autárquicas sem influência na negociação do Orçamento de Estado
AUTOR

Partido Socialista

DATA

03.10.2017

FOTOGRAFIA

jorge ferreira

Resultados das autárquicas sem influência na negociação do Orçamento de Estado

O líder parlamentar do PS garantiu ontem, em Belém, que uma coisa são eleições autárquicas, outra coisa é a governação do país. “Não creio que haja consequências dos resultados das autárquicas na negociação orçamental, nem no relacionamento entre os partidos que apoiam o Governo”, afirmou Carlos César à saída de uma audiência com o Presidente da República, com o Orçamento de Estado (OE) em cima da mesa.

 

Instado pelos jornalistas a comentar os resultados da eleição de ontem, o presidente socialista revelou que os portugueses decidiram o que acharam melhor para cada freguesia e concelho. “Não estivemos aqui para aferir o grau da nossa vitória eleitoral, que a propósito foi uma grande vitória”, considerou. Se há “interpretação política para além da visão casuística” esta não poderá ser outra coisa se não que houve um “reforço da votação nos partidos que suportam o Governo” e uma diminuição da votação dos partidos à direita. Houve, portanto, no entender do líder parlamentar, um “fortalecimento do Governo da República”.

Nesse sentido, não acredita que haja relação entre as negociações para o OE e os resultados autárquicos e revelou que todos são bem-vindos a dar o seu contributo na melhoria do documento que foi entregue pelo Governo na Assembleia da República a 13 de outubro. “O PSD, como outros partidos, é bem recebido”, asseverou.

Sobre o OE, garantiu que prossegue políticas que visam o “aumento do rendimento das famílias, da recuperação de direitos e maior justiça no plano fiscal” e “compatibiliza tudo isso com a continuidade das políticas de equilíbrio orçamentla de boa gestão das contas públicas”.

Carlos César lembrou ainda que a audiência com Marcelo Rebelo de Sousa, que hoje começou a escutar os partidos sobre o OE, já estava agendada há algum tempo e que o PS aproveitou para dar conta ao Presidente da República das ambições socialistas em grandes reformas ainda esta legislatura, nomeadamente na área da descentralização administrativa, designadamente de competências para a administração local e respetivos meios de financiamento.

 

AUTOR

Partido Socialista

DATA

03.10.2017

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019