1005

18 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Escola Portuguesa de São Paulo
Sonho de 50 anos da comunidade portuguesa abre portas em 2018
AUTOR

Mary Rodrigues

DATA

12.06.2017

FOTOGRAFIA

DR

Sonho de 50 anos da comunidade portuguesa abre portas em 2018

Meio século depois de ter sido idealizada, a futura Escola Portuguesa de São Paulo vai começar a funcionar no ano letivo 2018/2019, uma decisão que demorou apenas nove meses a ser efetivada e que motivou a congratulação do primeiro-ministro, na sua mais recente deslocação ao Brasil.

 

“Quando há vontade política, tudo se resolve depressa”, afirmou António Costa após a assinatura do protocolo de cedência de edifício para a instalação da Escola Portuguesa de São Paulo, a sétima no mundo e a primeira em território brasileiro.

Perante o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, o líder do Executivo português referiu que em setembro passado, durante uma visita oficial ao Brasil, transmitiu a Alckmin que a prioridade de Lisboa era o arranque da escola – “um sonho de 50 anos da comunidade portuguesa” residente na maior metrópole brasileira.

“O projeto avançou e agora a responsabilidade é nossa. Esta escola terá um ensino binacional, sendo reconhecido simultaneamente pelo Brasil e por Portugal. As crianças que aqui estudarem terão total liberdade de circulação entre os dois países”, explicou António Costa.

Por sua vez, o governador Geraldo Alckmin, num discurso em que citou Fernando Pessoa e Caetano Veloso, afirmou que aquele “foi um dia feliz para o Estado de São Paulo” com a celebração de acordos com o Estado Português para o avanço da reconstrução do Museu da Língua Portuguesa e para a instalação da futura Escola Portuguesa.

 

 

 

 

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019