865

15 Nov 2018

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Alterações climáticas
Governo lamenta decisão grave e negativa do abandono do Acordo de Paris pelos EUA
AUTOR

Partido Socialista

DATA

02.06.2017

FOTOGRAFIA

DR

Governo lamenta decisão grave e negativa do abandono do Acordo de Paris pelos EUA

O ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, considerou que a saída dos Estados Unidos da América do acordo climático de Paris, anunciada pelo presidente Donald Trump, é “uma decisão grave” e “negativa”, sublinhando que a posição norte-americana passa “uma mensagem política errada” sobre a questão do aquecimento global.

 

Enfatizando que o aquecimento global “é uma questão que nenhum país pode resolver sozinho”, Matos Fernandes sustentou que a decisão da administração norte-americana é negativa para os próprios Estados Unidos, notando que “não existe espaço no mundo, mesmo numa economia de grande dimensão como a americana, para imaginar que essa mesma economia pode crescer baseada no carvão”.

O governante chamou ainda a atenção para “a mensagem política errada que pode ser passada a outros países e aos cidadãos norte-americanos”, acrescentando que a “inexistência do empenho de países como os Estados Unidos” no cumprimento das metas ambientais é “sempre muito negativa”.

Concluído em 12 de dezembro de 2015 e assinado por 195 países, o acordo climático de Paris, que visa limitar a subida da temperatura mundial reduzindo as emissões de gases com efeito de estufa, entrou formalmente em vigor em 4 de novembro de 2016.

Portugal é um dos 147 países que já o ratificaram, tornando-se, em 30 de setembro de 2016, no quinto país da União Europeia a fazê-lo e no 61º a nível mundial.

AUTOR

Partido Socialista

DATA

02.06.2017

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1411
Maio 2018