1006

19 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Juntas de Freguesia
Eleitos socialistas entregam pelouros em solidariedade com PS/Porto
AUTOR

Partido Socialista

DATA

16.05.2017

FOTOGRAFIA

Jorge Ferreira

Eleitos socialistas entregam pelouros em solidariedade com PS/Porto

Todos os eleitos pelo Partido Socialista que participam na gestão de Juntas de Freguesia do Porto, em coligação com o movimento de Rui Moreira, decidiram entregar os seus pelouros, como tinha já sucedido com os vereadores socialistas na Câmara Municipal da cidade.

 

Esta decisão representa um gesto de inequívoca solidariedade com o PS/Porto e os vereadores socialistas, na sequência da posição unilateral da candidatura independente ao Executivo da autarquia em rejeitar uma associação com o PS que soube trazer resultados muito positivos para a cidade.

Os socialistas do Porto afirmam ainda que a decisão não irá colocar em causa a governabilidade das quatro Juntas de Freguesia onde o acordo de gestão vigora (Bonfim, Ramalde, união de freguesias de Lordelo do Ouro e Massarelos e união de freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória), deixando a garantia de que “os eleitos do PS honram o mandato para o qual foram eleitos e que cumpriram diligentemente em coligação ao longo de quase quatro anos, respeitando o programa que apresentaram aos cidadãos do Porto”.

No comunicado, o Partido Socialista do Porto deixa também claro que “em nenhum momento os eleitos do PS procuraram condicionar ou usurpar a identidade de qualquer movimento”, sublinhando que “numa democracia madura os acordos celebrados cumprem-se no respeito pela identidade de todos os que os compõem. Foi sempre assim e o Porto sabe-o”.

Reforçando que os eleitos pelo PS foram sempre “parceiros dedicados e leais”, os socialistas do Porto “lamentam profundamente que, a pretexto de quaisquer declarações, os dirigentes do movimento do Dr. Rui Moreira tenham visto uma oportunidade para afastar os socialistas com argumentos que a Cidade não compreendeu”.

“Não precisamos de atacar nenhuma instituição democrática - como os partidos - para afirmar que connosco a cidade está mesmo em primeiro”, lembra ainda o PS/Porto.

Recorde-se que na sequência da posição assumida pela candidatura independente liderada por Rui Moreira, rejeitando o apoio do PS e tornando inviável manter a atual associação de gestão da autarquia, o Partido Socialista decidiu assumir uma candidatura própria à Câmara Municipal do Porto, protagonizada pelo atual vereador Manuel Pizarro.

“Nós não queremos ser indesejados em parte nenhuma e, portanto, cá estamos com muito orgulho de concorrer com o emblema do PS”, afirmou, na ocasião, o Secretário-geral socialista, António Costa.

AUTOR

Partido Socialista

DATA

16.05.2017

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019