826

19 Set 2018

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Parlamento
Lara Martinho elogia feito “extraordinário” da criação do AIR Center nos Açores
AUTOR

Catarina Correia

DATA

27.04.2017

FOTOGRAFIA

Jorge Ferreira

Lara Martinho elogia feito “extraordinário” da criação do AIR Center nos Açores

A deputada do PS Lara Martinho congratulou ontem o Governo, durante o debate quinzenal com a presença do primeiro-ministro no Parlamento, por ter criado as condições para tornar uma realidade o Centro Internacional de Investigação e Desenvolvimento dos Açores para o Atlântico - AIR Center.

 

Uma iniciativa, assinalou a deputada socialista, que “poderá mudar o paradigma da ciência em Portugal e o papel dos Açores no desenvolvimento de uma nova agenda para a ciência e tecnologia, com uma abordagem integrada para o Atlântico focada no espaço e no oceano, as suas implicações nas alterações climáticas e o desenvolvimento de sistemas de energia sustentável”.

Lara Martinho sublinhou que o Executivo “definiu a diplomacia científica como uma prioridade”. “Ao longo dos últimos nove meses, realizou treze workshops em diversos países com o objetivo de conceber uma estratégia para o estudo do Atlântico”, sendo que esses workshops “culminaram num encontro único nos Açores para preparar a criação do AIR Center”, regozijou-se.

Segundo a parlamentar, todos os 260 participantes estiveram reunidos “com o objetivo de alinhar as estratégias de investigação dos países do Atlântico Sul e do Atlântico Norte para a cooperação internacional em áreas como as alterações climáticas, a energia, o espaço, o oceano e a gestão de dados”.

A deputada do PS salientou, ainda, os “extraordinários resultados alcançados” pelo Governo apoiado pelos partidos de esquerda, com um “défice de 2%, o mais baixo da história democrática e que suporta a sustentabilidade das contas públicas e da dívida”. “A economia cresceu 1,4%, as exportações registam novos máximos e a taxa de desemprego ficou no limiar dos 10%”, acrescentou.

“Os resultados alcançados e as metas definidas para o futuro provam que é possível recuperar no plano social, apoiar as pessoas, capitalizar as empresas, cuidar do sector bancário e, ao mesmo tempo, preservar o bom equilíbrio das contas públicas”, defendeu Lara Martinho.

AUTOR

Catarina Correia

DATA

27.04.2017

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1411
Maio 2018