1047

18 Set 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Biocant Park
Parque Tecnológico de Cantanhede é exemplo de desenvolvimento para o país

Parque Tecnológico de Cantanhede é exemplo de desenvolvimento para o país

O primeiro-ministro, António Costa, apontou ontem o Parque Tecnológico de Cantanhede (Biocant Park) como exemplo de um modelo de desenvolvimento que valoriza o papel das autarquias como “grandes motores do desenvolvimento económico e social”, em estreita colaboração com as universidades e a capacidade de atrair a instalação de empresas inovadoras.

 

“É um excelente exemplo de como duas universidades [Coimbra e Aveiro] e um município foram capazes de fazer uma plataforma para atrair empresas e criar um quadro de desenvolvimento do tecido empresarial”, afirmou o primeiro-ministro, na inauguração de um novo edifício do Biocant Park, no concelho de Cantanhede, em Coimbra.

António Costa, que esteve acompanhado pelos ministros da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, e da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, considerou igualmente este projeto tecnológico como um “excelente exemplo daquilo que é fundamental no novo modelo de desenvolvimento português”, ou seja, referiu, o investimento na qualificação e inovação.

“Nenhuma dessas políticas terá sucesso se não tivermos em cada concelho a capacidade e energia de ir à procura dos empreendedores e universidades. Só assim o país pode dar o salto em frente”, sustentou.

O primeiro-ministro destacou ainda o facto de mais de metade das empresas que estão instaladas no Biocant Park serem estrangeiras, frisando que isso representa um “excelente sinal de confiança” na economia nacional.

“Aqui está-se a criar emprego, a atrair para Portugal empresas estrangeiras, contribuindo para criar o valor que precisamos para crescer mais”, completou.

 

Brindar à mudança de presidente do Eurogrupo

No final da sessão, António Costa foi presenteado com uma garrafa de vinho comemorativa dos 500 anos do foral do município de Cantanhede, oferecida pelo autarca local e presidente do Biocant Park, João Moura.

Elogiando a associação da produção vitivinícola ao conhecimento e à investigação que se faz no setor, António Costa aproveitou a ocasião para uma nota bem-humorada.

“Prometo guardar este vinho para brindar à mudança de presidente do Eurogrupo”, disse.

O Biocant Park acolhe 35 empresas e unidades de investigação, que representam 40% do setor da biotecnologia em Portugal, tendo gerado, no espaço de uma década, cerca de 30 milhões em receitas fiscais para o Estado português.

No horizonte dos próximos oito anos, o parque tecnológico pretende reforçar o seu núcleo industrial, estimando que, até 2025, possa alcançar os mil milhões de euros em volume de negócios, maioritariamente na exportação de conhecimento, produtos e serviços de alto valor acrescentado.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019