1027

22 Jul 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

SNS mais Próximo
14 novos centros de saúde em Lisboa

14 novos centros de saúde em Lisboa

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, apresentaram hoje o programa “Lisboa - SNS Mais Próximo” que contempla a abertura de 14 novos centros de saúde na capital, num investimento a rondar os 30 milhões de euros e que vai beneficiar mais de 300 mil utentes.

 

“É o maior e mais ambicioso programa das últimas décadas, contribuindo, no futuro, para melhorar as condições de vida da população da cidade”, destacou o autarca de Lisboa, na assinatura do protocolo entre a câmara e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, que teve lugar no Auditório José Mariano Gago, no Pavilhão do Conhecimento.

Fernando Medina sustentou que este é um investimento prioritário para a rede de saúde na cidade de Lisboa e que resulta das condições financeiras sólidas da autarquia.

“Isto é um investimento que a câmara faz à cabeça, muito significativo, por duas razões: em primeiro lugar, porque nós hoje podemos, porque a Câmara Municipal de Lisboa hoje tem condições financeiras sólidas que nos permitem avançar com um investimento desta natureza, e em segundo lugar, e mais importante, porque isto é uma prioridade para a cidade”, afirmou o autarca socialista.

O ministro da Saúde, por seu turno, salientou a “conjugação de vontades”, que “vem traçar um desenho novo para a cidade, ao nível da modernização dos equipamentos de saúde.

Dos 14 novos centros de saúde, 11 vão substituir unidades que funcionam em edifícios habitacionais com difíceis condições de acesso e 3 serão novas unidades, a estabelecer em Telheiras, Parque das Nações e Restelo.

A construção dos novos centros, projetados de raiz, será financiada pela Câmara Municipal de Lisboa, que também cede os terrenos. Trata-se do maior investimento financeiro, nas últimas décadas, no reforço dos cuidados primários de saúde na cidade de Lisboa.

Com este investimento, a nova carta de centros da capital vai permitir aumentar a capacidade de atendimento, melhorar os cuidados de saúde prestados e acrescentar ainda novas valências aos Centros de Saúde de Lisboa.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019