1027

22 Jul 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Ferrovia
Mais investimento para aumentar competitividade
AUTOR

Mary Rodrigues

DATA

31.01.2017

FOTOGRAFIA

Jorge Ferreira

Mais investimento para aumentar competitividade

O Governo do PS quer tornar a ferrovia nacional mais competitiva e, segundo garante o ministro do Planeamento e Infraestruturas, o investimento público nesta área será prioritário.

 

Segundo Pedro Marques, a tutela prepara-se para desenvolver “um programa de investimento muito alargado ao longo dos próximos anos, superior a dois mil milhões de euros”.

O governante adiantou estas informações em Viana do Castelo, após a consignação da empreitada de eletrificação da Linha do Minho entre aquela cidade e Nine, ocasião que aproveitou para sublinhar a necessidade do investimento na ferrovia chegar ao terreno.

Pedro Marques lembrou ainda que “o investimento público, incluindo na ferrovia, foi claramente desconsiderado ao longo dos últimos anos em Portugal”, sendo esta uma tendência que, frisou, “o atual Governo quer inverter”.

Mas terá de ser, defendeu categórico o ministro, “um investimento público criterioso e de qualidade”, por forma a acrescentar mais competitividade para as empresas nacionais e aproximar o emprego de Portugal.

“É preciso distinguir, saber fazer, priorizar, mas fazer o bom investimento público”, sublinhou o ministro.

Refira-se que a eletrificação do troço entre Nine e Viana do Castelo, da Linha do Minho, vai custar 16 milhões e estará concluída no terceiro trimestre de 2018.

Em breve será lançado o concurso público para eletrificação do troço entre Viana do Castelo e Valença, pelo valor de 23 milhões de euros.

No total, as obras de modernização e eletrificação da Linha do Minho entre Nine e Valença vão custar 83,2 milhões de euros, e estarão concluídas em inícios de 2020.

Estas obras vão permitir reduzir o tempo do trajeto e baixar entre 20% a 30% o custo médio dos fretes de carga.

 

AUTOR

Mary Rodrigues

DATA

31.01.2017

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019