1023

16 Jul 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Simplex
“Parcelário acessível para todos” simplifica gestão do setor agrícola
AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

26.01.2017

FOTOGRAFIA

DR

“Parcelário acessível para todos” simplifica gestão do setor agrícola

O programa Simplex alarga-se também ao setor agrícola através da disponibilização aos agricultores e às instâncias europeias de informação que permite reduzir as correções financeiras a que o país está regularmente sujeito, anunciou o ministro Capoulas Santos, na apresentação da iniciativa “Parcelário acessível a todos”.

 

Na apresentação desta iniciativa, em Lisboa, o ministro da Agricultura garantiu tratar-se de um importante passo na atualização e “disponibilização de informação” aos agricultores e “sobretudo para as instâncias europeias”, permitindo que eventuais correções financeiras a fazer no setor possam agora ser feitas recorrendo à utilização deste novo instrumento.

Uma necessidade que, na perspetiva de Capoulas Santos, se fazia há muito sentir no setor, lembrando o governante que “grande parte das devoluções” de fundos comunitários a Bruxelas têm como pressuposto as “deficiências na identificação das parcelas”, situação que, garantiu, será agora “amplamente melhorada”.

Segundo o ministro da Agricultura, para além desta nova ferramenta de planeamento, desenvolvida no âmbito do programa Simplex, passar a ajudar os agricultores, dando-lhes mais informação sobre as eventuais correções financeiras a introduzir, vai ainda permitir, como sublinhou, potenciar a investigação, melhorar a planificação e a administração do território.

Na apresentação deste novo instrumento para a gestão das explorações agrícolas, participou também a secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa, Graça Fonseca, responsável pelo programa Simplex, que se congratulou com “mais uma tarefa” realizada pelo programa que lidera, lembrando que estão registadas cerca de três milhões e meio de parcelas agrícolas, abrangendo uma área de perto de cinco milhões de hectares, o que corresponde, como recordou, a 41% da superfície do território nacional continental.

Em 2015, segundo os dados conhecidos, estavam registados cerca de 435 mil declarantes que, com a introdução deste instrumento, garantiu Capoulas Santos, podem constituir-se como “potenciais utilizadores do Sistema de Identificação Parcelar”.

 

AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

26.01.2017

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019