1108

13 Dez 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Valorização do território
Cimeira ibérica vai confirmar reforço das relações entre Alto Minho e Galiza
AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

13.12.2016

FOTOGRAFIA

DR

Cimeira ibérica vai confirmar reforço das relações entre Alto Minho e Galiza

O reforço da cooperação entre a região do Alto Minho e a Galiza “é uma prioridade” para o Governo português, defendeu o ministro Adjunto, Eduardo Cabrita, que adiantou que o Executivo socialista está a trabalhar numa agenda para aprofundar as relações entre os municípios portugueses desta região e a Galiza.

 

Segundo o governante, esta prioridade do Governo liderado por António Costa será confirmada na próxima Cimeira Ibérica, a realizar em 2017, entre os governos dos dois países, assumindo Eduardo Cabrita que esta é a “melhor região para evidenciar o potencial da cooperação económica e de interdependência entre as duas regiões”, designadamente, como realçou, em campos tão diversos como o ambiental, transportes, saúde e educação.

O governante, que falava aos jornalistas no final de uma reunião com os dez autarcas que integram a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, encontro que serviu para assinalar os 40 anos do Poder Local democrático, referiu na ocasião que as questões da “cooperação transfronteiriça e da valorização do território” assumem hoje um caráter “decisivo”, nomeadamente, como aludiu, nas áreas do turismo, da promoção ambiental, da fixação de empresas, mas também nas áreas da saúde e da educação.

Eduardo Cabrita referiu ainda o “potencial de crescimento”, turístico e económico da região do Alto Minho, lembrando a propósito o “papel decisivo” que o Parque Nacional da Peneda Gerês, o porto de mar de Viana do Castelo e o rio Minho podem ter na valorização do turismo e na promoção ambiental, assim como na agro-indústria e na fixação de empresas.

Em nome da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM), José Maria Costa, que é também o presidente socialista da Câmara Municipal de Viana do Castelo, referiu que, nestas celebrações dos 40 anos do Poder Local democrático, os autarcas da região “passaram a ter de novo no Governo um parceiro que respeita o trabalho que os autarcas têm vindo a fazer”, lembrando que “acima de tudo” o Executivo tem mostrado “capacidade de diálogo com os municípios”, algo, como mencionou, “que já não víamos há alguns anos”.

AUTOR

Rui Solano de Almeida

DATA

13.12.2016

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019