1003

14 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Ciência e Tecnologia
Portugal quer parceiros europeus na cimeira dos Açores
AUTOR

Mary Rodrigues

DATA

30.11.2016

FOTOGRAFIA

DR

Portugal quer parceiros europeus na cimeira dos Açores

Os ministros da ciência e tecnologia europeus poderão participar na cimeira a realizar em abril de 2017 nos Açores sobre o estabelecimento de um centro de investigação internacional para o Atlântico no arquipélago.

 

O convite foi feito, em Bruxelas, pelo homólogo português, Manuel Heitor, que à saída de um Conselho de Competitividade aproveitou a discussão “sobre o contexto da abertura das relações internacionais em ciência e tecnologia na Europa” para relatar o acordo feito “durante a cimeira Portugal-Brasil, em Brasília, no que diz respeito ao estabelecimento de uma plataforma de investigação para o Atlântico, também já acordada com Espanha”.

O ministro sublinhou que o objetivo é “efetivamente estabelecer aquilo que é o reforço da cooperação norte-sul no Atlântico, estendendo e alargando o esforço que a Europa já faz hoje no atlântico norte”.

“Mas o trabalho a fazer com os países do sul é particularmente grande e dá certamente uma nova centralidade a Portugal para o posicionamento de Portugal no mundo”, sublinhou, acrescentando que já “houve muitas manifestação de interesse, quer de países africanos, quer das Américas, mas também de países europeus”.

Manuel Heitor garantiu que Portugal está a trabalhar em particular com a Espanha, com a Noruega, com a Irlanda, com o Reino Unido e com a Suécia, “mas obviamente que é um projeto aberto a todos os países.

Refira-se que a instalação do centro internacional de investigação para o Atlântico recebeu um importante impulso com a entrada do Brasil, conforme acordado na cimeira Luso-Brasileira que decorreu em outubro.

Nos dias 20 a 22 de abril de 2017 será realizada a primeira cimeira ministerial e um encontro de alto nível entre representantes de governos, empresas, universidades e centros de investigação dedicados à instalação do AIR Center, que incluirá especialistas da Europa, da África e das Américas.

O evento permitirá estimular a cooperação internacional em ciência e tecnologia nas áreas do clima, terra, espaço e oceanos, através de uma plataforma internacional que permitirá promover o emprego científico de pessoas altamente qualificados.

Por outro lado, vai também permitir reforçar e expandir a Declaração de Galway, assinada em 2013 entre a União Europeia, os Estados Unidos da América e o Canadá, com o objetivo de fomentar a cooperação norte-sul e sul-norte, e estimular o conhecimento sobre as interações entre a atmosfera e os oceanos no Atlântico, com especial relevo para o clima.

AUTOR

Mary Rodrigues

DATA

30.11.2016

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019