1044

13 Set 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Governo
Plano nacional de combate ao desperdício alimentar apresentado ainda em 2016

Plano nacional de combate ao desperdício alimentar apresentado ainda em 2016

O Governo vai apresentar até ao final do ano um Plano Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar, anunciou hoje o secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira.

 

“O Governo já definiu uma estratégia de combate ao desperdício alimentar para a qual irá ser criada uma comissão nacional de combate a esse mesmo desperdício”, envolvendo 10 ministérios e várias unidades da sociedade civil, que “irá apresentar um plano de ação com objetivos muito concretos até ao final de 2016”, explicou o governante.

Luís Medeiros Vieira falava hoje durante a apresentação de uma campanha de combate ao desperdício alimentar pela Câmara Municipal de Lisboa. O secretário de Estado assegurou que o Governo “está totalmente empenhado em colaborar com as várias entidades da sociedade civil que têm feito um trabalho notável” para minimizar este “problema de fundo que afeta todos”.

“Espero que no final do ano possamos ter já elaborada esta estratégia, com o plano de ação definido, e ouvir também os vários intervenientes que irão, a partir daí, desenvolver todo o trabalho. E iremos dar visibilidade e informar a sociedade sobre esse grande trabalho”, acrescentou.

No passado mês de junho, o ministro da Agricultura, Capoulas Santos, tinha já anunciado no Parlamento a preparação de uma estratégia do Governo sobre o desperdício alimentar, que, tendo ficado agora definida, servirá de base de trabalho à elaboração do plano nacional a apresentar até final do ano.

A Assembleia da República declarou 2016 como o ano nacional do combate ao desperdício alimentar recomendando que fossem promovidos levantamentos rigorosos e sistemáticos, assim como a criação de um programa nacional para a redução do desperdício num processo de participação ativa e colaborativa da sociedade.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019