1044

13 Set 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Valorização do interior
Programa Nacional de Coesão Territorial apresentado amanhã
AUTOR

Partido Socialista

DATA

22.09.2016

FOTOGRAFIA

DR

Programa Nacional de Coesão Territorial apresentado amanhã

O Programa Nacional de Coesão Territorial, que visa combater as assimetrias do país, está concluído e vai ser apresentado amanhã na reunião do Conselho de Concertação Territorial, organismo presidido pelo primeiro-ministro, António Costa.

 

O anúncio foi feito por Helena Freitas, coordenadora da Unidade de Missão para a Valorização do Interior (UMVI), criada em março deste ano com o objetivo de elaborar e implementar o documento estratégico para a coesão territorial.

Helena Freitas adiantou que o programa inclui um conjunto de medidas sectoriais e outras programáticas, “de âmbito mais global, destinadas a mobilizar a sociedade para conseguir ter um país mais igual”, tendo recebido contributos de vários ministérios, autarquias, associações empresariais, associações e outras organizações da sociedade civil.

“A valorização do Interior é um desígnio coletivo. Dois terços dos portugueses vivem em apenas um terço do território [no litoral], Portugal não pode desperdiçar dois terços do seu território, é um desperdício brutal e a responsabilidade do Estado é contrariar essa tendência”, argumentou. “Portugal será muito mais justo e muito mais rico se for inteiro, se não desperdiçar dois terços do seu território”, acrescentou.

Helena Freitas disse ainda que o trabalho da UMVI, entidade que depende da Presidência do Conselho de Ministros, irá continuar ao longo da atual legislatura, acompanhando a implementação e supervisão do programa.

“Estou convicta de que [o documento] consagra um novo caminho, combatendo de forma progressiva e consistente a absurda assimetria de que o país enferma. O programa assenta num amplo espetro de medidas de curto e médio prazo, e propõe um conjunto de iniciativas programáticas que lhe conferem a indispensável dimensão de longo prazo que o desenvolvimento do interior exige”, afirma a professora universitária.

O Conselho de Concertação Territorial, onde o Programa Nacional de Coesão Territorial será apresentado, é presidido pelo primeiro-ministro, integrando ainda membros do Governo da República e dos Governos Regionais dos Açores e da Madeira, da Associação Nacional de Municípios Portugueses e da Associação Nacional de Freguesias, das áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, assim como de comunidades intermunicipais.

AUTOR

Partido Socialista

DATA

22.09.2016

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019