1088

15 Nov 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Visita de Hollande
Portugal dá passos decisivos na área segurança
AUTOR

Mary Rodrigues

DATA

20.07.2016

FOTOGRAFIA

DR

Portugal dá passos decisivos na área segurança

O Governo avança com o regulamento final da Unidade de Combate Antiterrorista e, até ao final do ano, prevê a entrada em funcionamento do ponto de contacto único entre polícias e instituições europeias. São dois importantes passos no domínio da segurança referidos pelo primeiro-ministro, António Costa, após o encontro com o Presidente da República de França, François Hollande.

 

Nos jardins de São Bento, com o chefe de Estado francês ao seu lado, as primeiras palavras de António Costa destinaram-se a condenar o recente atentado ocorrido em Nice, ato que classificou como “horrível”.

Após expressar a “solidariedade" de Portugal em relação a França no combate ao terrorismo, o primeiro-ministro defendeu que a segurança “é um esforço que se exige a todos os países europeus”, adiantando que o Conselho de Ministros de quinta-feira “aprovará o regulamento final da Unidade de Combate Antiterrorista”.

E porque “é essencial reforçar a cooperação policial transnacional, a troca e a partilha de informações” e esta é “também uma prioridade" para o Governo português, até ao final deste ano estará em funcionamento o ponto de contacto único entre as polícias e as instituições europeias.

Na ocasião, António Costa defendeu que “a Europa tem de se concentrar naquilo que é fundamental: A segurança das pessoas, a criação de emprego, o crescimento económico e dar esperança ao futuro da juventude”.

 

Hollande pede reforço da segurança na Europa

Por sua vez, François Hollande advogou um reforço da segurança na Europa, para garantir a manutenção dos valores da liberdade e da democracia.

“No quadro do novo impulso que pretendemos dar à construção europeia, a primeira prioridade é a proteção, a defesa a segurança das nossas fronteiras”, afirmou o mandatário francês, no final de um encontro com o chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, no palácio de Belém.

Segundo François Hollande, "há atualmente um dever maior que devemos cumprir: proteger os europeus", sublinhou.

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019