1006

19 Jun 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Centeno em Nova Iorque
Portugal oferece estabilidade aos investidores
AUTOR

Partido Socialista

DATA

07.06.2016

FOTOGRAFIA

DR

Portugal oferece estabilidade aos investidores

O ministro das Finanças, Mário Centeno, participou ontem num encontro com investidores e empresários, em Nova Iorque, onde afirmou Portugal como um país que está a implementar um ambicioso programa de reformas e que oferece um ambiente estável ao investimento externo.

 

Intervindo no jantar que encerrou o fórum internacional sobre Portugal e as relações económicas com os Estados Unidos, o ministro destacou que os primeiros seis meses do novo Governo em Portugal permitiram já evidenciar uma execução “rigorosa” das contas públicas do país e o compromisso de conquistar capital de confiança junto das instituições europeias, começando a observar-se os primeiros sinais, ainda “tímidos” e “recentes”, de retoma no crescimento económico.

“A execução orçamental está a ser rigorosamente cumprida”, com “um controlo muito rigoroso da despesa”, explicou, reiterando os compromissos de rigor e confiança. “Não estamos a desvalorizar riscos ou ignorar a dívida. Estamos a ser cautelosos e estamos atentos a riscos externos e internos”, acrescentou.

Centeno transmitiu também a imagem de Portugal como um país onde “a estabilidade política é uma garantia”, sem as ameaças extremistas que se observam em outros países, com um ambicioso programa nacional de reformas em curso e um diálogo permanente com os parceiros sociais. “Portugal é um ambiente estável para os investidores”, sublinhou.

Referindo-se aos cerca de 250 mil jovens, muitos deles altamente qualificados, que abandonaram o país nos últimos anos, Centeno afirmou que “o Governo quer criar as condições para que tomem uma decisão informada sobre onde querem ficar e quer que esse lugar seja Portugal”.

“Temos uma população jovem muito bem formada, a par dos mais altos 'standards' internacionais, e precisamos de arranjar lugar para ela no mercado de trabalho. É também por isso que o investimento internacional, de empresas maduras e bem organizadas, é tão importante”, defendeu.

Promovido pela Câmara Luso-Americana de Comércio, com o apoio da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), o encontro, que contou com a participação do ministro das Finanças português, reuniu cerca de 110 investidores, empresários, responsáveis políticos e economistas no Harvard Club, em Manhattan, Nova Iorque.

No dia de hoje, o ministro português vai participar nos Pan European Days, uma iniciativa da Bolsa Portuguesa, que promove cerca de uma centena de encontros em Boston e Nova Iorque entre empresas do PSI20 e investidores, além de um conjunto de palestras.

AUTOR

Partido Socialista

DATA

07.06.2016

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019