1022

15 Jul 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Entrevista SIC
É do interesse do país que haja estabilidade nos próximos quatro anos
AUTOR

Partido Socialista

DATA

12.05.2016

FOTOGRAFIA

SIC

É do interesse do país que haja estabilidade nos próximos quatro anos

O país abriu “um novo ciclo”, de regresso à normalidade no dia a dia dos portugueses e em que “é do interesse nacional que haja estabilidade”, defendeu António Costa, na entrevista que ontem deu à SIC. O primeiro-ministro afirmou ainda que “a responsabilidade do Governo é assegurar condições de governabilidade ao longo da legislatura” e que em tudo o que depender da sua ação “haverá estabilidade no país nos próximos quatro anos”.

 

“Encerrámos um ciclo político com a eleição do Presidente da República. E abrimos um novo ciclo, como o senhor Presidente da República, aliás, tem sublinhado, que deve ser marcado pela normalidade da vida do dia a dia”, afirmou, salientando que os portugueses se sentem hoje tranquilos com a solução governativa encontrada para o país.

António Costa considera que a confiança manifestada pelos portugueses resulta da capacidade de entendimento revelada pelos partidos. “Este Governo assenta num conjunto de acordos estabelecidos entre o PS, o BE, o PCP e os Verdes, acordos que são conhecidos e que fixam quais são as regras e os compromissos. Muita gente não acreditava que fosse possível fazer estes acordos e foi”, apontou, destacando que o balanço positivo que já é possível fazer.

“Até agora tenho visto todos fazerem uma avaliação francamente positiva e acho, aliás, que o conjunto da sociedade faz uma avaliação positiva. Muitas das pessoas que tinham receios sobre o que ia acontecer sentem-se hoje tranquilas”, assinalou.

Razões que levam o primeiro-ministro a reforçar a confiança no caminho que está a ser traçado pelo Executivo. “Temos um orçamento que está a ser bem executado, temos um Programa Nacional de Reformas que define um plano, um projeto e um rumo para o país a médio prazo, temos uma relação normal entre o conjunto dos órgãos de soberania. Em tudo o que depender do Governo haverá estabilidade no país durante os próximos 4 anos”, afirmou.

 

AUTOR

Partido Socialista

DATA

12.05.2016

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019