1066

15 Out 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Apoio à saúde oral
Cheque-dentista alargado até aos 18 anos e portadores de deficiência
AUTOR

J. C. C. B.

DATA

02.03.2016

FOTOGRAFIA

Partido Socialista

Cheque-dentista alargado até aos 18 anos e portadores de deficiência

O Programa de Saúde Oral vai alargar o cheque-dentista a jovens até aos 18 anos e portadores de deficiência que precisem de sedação para tratar dos dentes. O programa vai também abranger os infetados com HIV/Sida que não façam tratamento há mais de dois anos.

 

Por decisão do atual Governo, vão também avançar experiências-piloto já em Lisboa e Vale do Tejo e no Alentejo, que passam pela inclusão de 15 médicos-dentistas em centros de saúde das duas regiões.

Estes médicos-dentistas vão juntar-se aos mais de 20 especialistas que existem nos cuidados de saúde primários.

Crianças e jovens de 7, 10 e 13 anos com necessidades especiais de saúde, nomeadamente doença mental, paralisia cerebral, trissomia 21, e que ainda não tenham sido abrangidos por este programa, vão também passar a receber cheque-dentista.

De salientar ainda que os idosos e as grávidas seguidos no Serviço Nacional de Saúde vão também ser incluídos no programa.

Recorde-se que o cheque-dentista foi lançado em 2007, por um Governo socialista, visando facilitar o acesso aos cuidados de saúde oral a famílias com mais necessidades.

AUTOR

J. C. C. B.

DATA

02.03.2016

Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1414
Agosto 2019