1027

22 Jul 2019

| diretora: Edite Estrela

EDIÇÃO DIGITAL DIÁRIA DO ÓRGÃO OFICIAL INFORMATIVO DO PARTIDO SOCIALISTA

Edite Estrela

Opinião

AUTOR

Edite Estrela

DATA

26.02.2015

TÓPICOS

Editorial

Esta é a edição original do "Acção Socialista" diário em formato digital. Original, na pluralidade de sentidos que o termo comporta: edição primordial; jornal singular, porque não se assemelha a nenhum outro; projeto inovador, porque não é cópia nem imitação do existente. De facto, pela primeira vez na história da imprensa partidária portuguesa, surge um jornal diário digital. Pela primeira vez, em Portugal, um partido político está disposto a correr riscos para estar mais próximo das pessoas e com elas interagir, para as poder informar com rigor e transparência e sem intermediários nem filtros. Pela primeira vez, um jornal partidário abre as suas páginas a não-filiados e dá voz ao contraditório.

 

Respeitando a sua matriz fundadora e cumprindo a sua função estatutária de jornal oficial do PS – onde os leitores podem diariamente aceder às propostas políticas do partido – o AS vai promover o debate de ideias e acolher a opinião plural, incluindo a discordante. Como é natural, os artigos de opinião que iremos publicar apenas responsabilizam os seus autores.

Numa democracia plena, a política não pode ser reduto para iniciados e, muito menos, terreno exclusivo dos partidos políticos. Os instrumentos de ação política são variados, complexos e complementares. Observar e interpretar a realidade nacional e internacional através do olhar e da reflexão dos colunistas convidados é também uma forma de influir e contribuir para a formação de uma opinião pública interessada e esclarecida.

Este é o início de um caminho que não se prevê fácil. Porque são poucos os recursos de que dispomos e muitos os adversários à procura da incorreção, do deslize, da incoerência. Estamos conscientes das dificuldades que temos pela frente. O desinteresse dos cidadãos pela política é uma evidência. Acresce que as pessoas tendem a descrer de tudo, caindo numa espécie de descrença compulsiva, e a considerar que “os políticos são todos iguais”. É um grande desafio devolver a confiança e mobilizar os portugueses para acreditarem nas suas capacidades e perceberem que a vida política não tem um sentido único e que os políticos, como as pessoas, não são afinal todos iguais.

Este é um projeto de comunicação e compromisso com os portugueses. Pautado pelos valores da liberdade e da qualidade e concebido a pensar nas pessoas, o AS digital diário está naturalmente sujeito ao veredicto popular. Não vamos fazer tudo bem feito. Mas vamos fazer alguma coisa, conscientes de que, como afirmou o Padre António Vieira, "só existimos nos dias em que fazemos. Nos dias em que não fazemos, apenas duramos".

O destaque desta edição vai para a entrevista de António Costa, conduzida por dois jornalistas independentes e de reconhecido mérito, Maria Elisa e Vicente Jorge Silva, a quem agradecemos terem aceitado o repto.

Gostaria de agradecer a todos os colaboradores que tornaram possível este empreendimento e ao Secretário-geral, António Costa, pela confiança que depositou em nós e sobretudo por, com exemplar abertura, ter apoiado sem qualquer restrição a ideia.

Esperamos que este jornal contribua para aproximar os cidadãos da política, incutir-lhes confiança e esperança no futuro.

AUTOR

Edite Estrela

DATA

26.02.2015

TÓPICOS
Capa Edição Papel
 
EDIÇÃO Nº1413
Maio 2019